DIAS DE OUTONO

DIAS-DE-INVERNO-BLOG-BISEXTA

De todas as estações do ano o outono era a que lhe parecia mais nostálgica. Talvez fosse a promessa de um inverso, o frio que começava a chegar, ameno… Não havia mais o sofrimento das horas quentes, seu café com leite e canela já lhe parecia agradável a seu estômago, percorria o corpo e a deixava em paz.

Esses meses, para ela, eram os mais felizes do ano. Andava pelas ruas sentindo o cheiro das coisas e registrava todos eles muito bem organizados e devidamente classificados em sua cabeça. Sabia distinguir o cheiro das flores que nasciam nos jardins das casas, das folhas que pendiam dos galhos prontas para caírem, do café cappuccino que serviam na padaria todas as manhãs e tardes. Aliás, ela adorava essa tarefa diária de comprar seu café quando saía e voltava para casa. 

Ouvir o barulhinho de suas botas sobre as folhas caídas, este era um prazer inexplicável. Parecia que a cidade mudava de cor, de um vermelho alaranjado, um marrom amarelado. Ela amava essa dança visual de cores, ventos, cheiros e sabores. Sabores porque eles também tornavam-se mais significativos no outono. Era uma experiência peculiar. 

Mas, o que mais amava era chegar em casa, colocar sua bolsa e chapéu no cabideiro ao lado da porta, ir a cozinha e preparar sua terceira dose de café, voltar a sala, sentar-se na poltrona em frente a grande janela, tirar as botas, colocar os pés quentinhos ainda com as meias na poltrona e observar a rua. Nossa, que rua mais linda! Via o fim do entardecer, as cores surgirem e irem, as pessoas passando de volta para suas casas, outras saindo. O céu de outono também era o melhor, o por do sol, as estrelas…

 

… 

GIRL POWER

girlpower_0
Foto Campanha GoldieBlox

Não queremos flores! 

Assustou? Vou te explicar o porquê. 

Já parou para pensar o que o Dia Internacional da Mulher significa? Certamente já deve ter ouvido a história das mulheres incendiadas em uma fábrica ao lutarem por seus direitos. Pois é, feliz esse dia não me parece…

Vou até ser gentil, mesmo que muitas pessoas não mereçam, e dizer que o “feliz” é pelos direitos que nós mulheres alcançamos até então. Pensando assim, tudo bem. Mas a coisa é muito mais complexa do que isso. 

Fico incomodada em receber parabéns ou feliz dia da mulher no dia de hoje. Sim, porque muitas vezes essas felicitações vêm pelos motivos errados. Hoje não é para dizer o quão lindas, cheirosas, doces, delicadas somos. Também não gosto dessas rotulações, porque na verdade cada mulher é de um jeito, não tem um perfil característico de ser mulher. Ao menos, isso é o que deveria ser, se a sociedade não interferisse tanto no que é ser mulher. 

Infelizmente essas mensagens estão tão cheias de rótulos… Reflita comigo, pode ser fácil, basta abrir sua mente… Quando for desejar parabéns e feliz dia internacional da mulher faça pelas conquistas como o direito ao voto, ao estudo, ao trabalho profissional, a liberdade de expressão (e mesmo essas coisas ainda precisam melhorar).  

Agora vamos ao clímax desse post. Você que está lendo esse texto pode ser a semente de um mundo mais justo. Isso mesmo. Você pode e você vai ser. Faça com que as mulheres sejam respeitadas nas ruas, valorizadas no trabalho, solicitadas a contribuir politicamente para com a população. Caso um dia você seja mãe ou pai ensine a sua menina a cuidar dela própria, a lutar pelos seus objetivos, a se fazer escutar e ser respeitada. Ensine que ela é uma GIRL POWER e que ela pode ser o que quiser. Mas, também ensine ao seu menino que ele deve dá espaço, voz, direito, respeito a essa menina para que ela possa ser, fazer. Ensine que eles podem andar lado a lado, se auxiliando e desfrutando de seus potenciais.

No entanto, se você não for mãe ou pai isso não te exime de passar tais ensinamentos. Você pode começar ensinando isso a você mesma, a sua sobrinha(o), afilhada(o), aluna(o), cliente, paciente, funcionária(o), vizinha(o), amiga(o), conhecida(o)…. Esse sim, será uma forma de dizer parabéns, feliz dia da mulher do jeito certo. 

Mulheres, meninas: vocês são POWERFUL GIRLS! s2

DIY: ALMOFADA DE UNICÓRNIO

Processed with VSCO with c1 preset

Quem não ama unicórnios, não é verdade? Agora, imagine o quanto seria legal ter um almofada desse animal mitológico tão amado para decorar seu quarto, sala, varanda… Pensando nisso, hoje trago um DIY muito amorzinho de almofada para vocês.

Vocês vão precisar:

  • uma fronha na cor que preferir, sem estampas;
  • tintas de tecido;
  • pincéis;
  • desenho impresso, usei esse daqui;
  • fita adesiva para fixar o molde do desenho na fronha;
  • cola glitter;
  • lápis;
  • caneta de tecido ou permanente na cor preta.

DICA 1: Você pode fazer sua própria fronha, basta cortar dois quadrado do tecido que preferir, virar ao avesso e cole as laterais com cola quente, ou se tiver habilidades com a linha e a agulha pode costurar. Deixe um espaço sem colar ou costurar para desvirar a almofada (que estava no avesso) e mais tarde, depois de pintar o desenho, colocar o cheio. Pronto, já temos uma fronha. 

Processed with VSCO with c1 presetSepare tintas em várias cores e um caderno para colocar dentro da fronha e evitar que a tinta transfira para o lado de traz da almofada. Isso é muito importante, caso contrário você vai fazer uma lambança. =/

Corte a imagem e use a parte em branco do recorte para fazer a base do desenho, como demonstrado na figura do lado direito. 

DICA 2: Caso seu tecido seja branco ou uma cor muito clara, não é necessário pintar toda a silhueta do unicórnio de branco. O processo de colorir pode ser feito já com as cores escolhidas para cada parte do desenho. 

DICA 3: Caso seu tecido não seja de algodão, como foi o meu caso, a tinta de tecido vai dar mais trabalho para aderir e ficar com uma aparência bonita. O tecido que usei foi um tafetá, dessa forma eu dissolvi a tinta branca com um pouquinho de água e as tintas de outras cores também misturei a branca já dissolvida. 

DICA 4: Depois de pintar a silhueta de branco espere secar e desenhe os traços do unicórnio com um lápis olhando o desenho modelo. Mas, se você não for bom desenhista coloque a imagem recortada encima da parte pintada de branco e com um lápis contorne com um traço bem forte o desenho. Os traços vão aparecer de forma leve na pintura, aí é só lembrar das atividades da infância e contornar. 😉

Processed with VSCO with c1 preset

Esqueci de fotografar a pintura de cada parte do desenho, mas foi bem tranquilo. Deixei o corpo do unicórnio com o branco que pintei toda silhueta e colori só o restante. A crina pintei de rosa e dei umas pinceladas com o lilás com um pincel bem fino. 

Processed with VSCO with c1 preset

Para contornar o desenho usei uma caneta permanente de ponta fina na cor preta. O ideal é usar caneta de tecido, mas não encontrei para comprar aqui na minha cidade. 

DICA 5: Caso também vá usar a coneta permanente, não lave sua almofada nos primeiros dias que realizou a pintura. Espere o máximo que você puder, porque ela tende a soltar um pouco a tinta. Quando precisar lavar, lave a mão de forma rápida e enxague rapidamente. Ainda não lavei a minha, então não sei dizer se mesmo com esses cuidados a tinta da caneta mancha o resto da pintura, por isso, se possível, opte pela caneta de tecido ou se você tiver um traço preciso e um pincel bem fino faça o contorno com a própria tinta de tecido preta, mas muito cuidado para não engrossar demais o traço. 

Depois de tudo pronto e da tinta seca, apliquei glitter nas flores. Você pode aplicar onde desejar. Também fiz pingos de tinta de todas as cores que usei em volta do desenho. 

E então, me contem o que acharam aí nos comentários.

Até a próxima! Abraços!!